COMPARTILHE

(…) Mas vejamos a sua ideia com mais detalhe. Horta Osório diz que o ingrediente fundamental para o crescimento do país é a aposta forte na inovação com mais apoios públicos.

Leram bem: apoios públicos. Este homem tem uma visão para Portugal. Nessa visão há menos Estado e uma menor carga fiscal, mas – e muita atenção – há mais apoios públicos para as empresas.

Menos Estado já seriam péssimas notícias para a larga maioria dos portugueses – que usam o SNS, as escolas públicas e que contam com o Estado para redistribuir riqueza e fazer justiça social –, mas reparem que esse Estado menor iria aumentar os apoios públicos ao sector privado.

Os que querem menos Estado e menos despesa pública abrem logo uma exceção para si mesmos. Em resumo: diminuir o papel do Estado num quadro de social-democracia, mas aumentá-lo enquanto financiador das empresas que têm lá os seus próprios Hortas Osórios inovadores e cheios de vontade de fazer o país crescer.

(…)

In: OPINIÃO – Jornal PÚBLICO
Mais vale um Costa com sono do que um Horta
Osório desperto
Estas pessoas que misturam uma aparente modernidade com a defesa dos melhores interesses de meia dúzia são insuportáveis.

Carmo Afonso
PÚBLICO: 19 de Dezembro de 2022, 0:00

——————————————————————

www.publico.pt

Foto in: https://eco.sapo.pt/2022/10/23/a-nova-vida-de-horta-osorio/